terça-feira, 10 de outubro de 2017

REJEIÇÃO

Um comentário:

Anônimo disse...

Paulo, boa tarde! Que enorme prazer em te ver e ouvir! O vídeo está excelente e você é uma das minhas leituras preferidas. O tema Rejeição me tocou bastante. Viví a mesma experiência com minha mãe e foi mais ou menos com a mesma idade que você que eu internalizei definitivamente que eu deveria aceitar que ela jamais mudaria. Foi espantoso, difícil porém libertador também. Procurei os motivos, cansei e também percebí que as razões, caso descobertas, não alterariam em nada o nosso relacionamento. Eu tenho 62 anos de idade, ela, 83,ainda viva e com saúde. Por tabela, ela estabeleceu um distanciamento abismal da única neta, minha linda filha e dos dois únicos bisnetos, crianças adoráveis. Sabe? Hoje tenho dó dela, aqui no meu canto e no meu mundo. Ela perdeu a mais linda experiência dessa vida: dar amor à neta e bisnetos! Um grande abraço e obrigada!