sábado, 7 de outubro de 2017

NEM TODO MENTIROSO É UM GÊNIO.

Como pude me enganar?
Matéria baseada no meu livro JURO QUE É VERDADE

Um dia a máscara acabará caindo...
Então você descobrirá assombrada que aquela pessoa maravilhosa, que estava acima de qualquer suspeita, não passava de uma tremenda mentirosa.

Ainda mais quando as mentiras começam a se revelar tão estúpidas, que bastaria você ter prestado um pouco mais de atenção para desmascarar o mentiroso.

Sim, porque uma coisa é ser enganada por um mestre; outra é saber que caiu no conto de um cara sem um pingo de criatividade.

Mas não precisa entrar em parafuso, porque existem mentirosos que compensam a falta de criatividade com atitudes capazes de enganar até o mais esperto dos espertos.

Por exemplo, você acha que um jornalista, trabalhando em uma revista super conceituada, poderia enganar não apenas os leitores, mas seus superiores, jornalistas tarimbados, com anos e anos de estrada?


Pois saiba que um jovem jornalista, chamado, Stephen Glass, considerado por muitos como um gênio precoce, ficou famoso por ter inventado reportagens fantásticas, todas publicadas na New Republic, uma das mais famosas revistas americanas.

Ele também escrevia para a Roling Stones e para a George, outros dois ícones americanos.

Só para ter uma ideia, de quarenta matérias que ele escreveu para a New Republic, 27 foram inventadas.

Mas será que ele era um cara que sabia mentir? 

A resposta é, não!!!

É ai que entra a capacidade o mentiroso de compensar, de usar outras "qualidades" para não ser desmascarado.

Por exemplo, ele era um cara "bonzinho", um amor de garoto, que usava como proteção duas outras jornalistas, que colocariam as mãos no fogo por ele.

Sua força não estava nas matérias que inventava, mas na sua capacidade de se mostrar acima de qualquer suspeita, tanto que todoss simplesmente o adoravam e confiavam nele.

Ele começou a ser desmascarado por uma outra revista, a Forbes Digital, que gostou de uma matéria que ele havia inventado, sobre uma convenção de hackers, onde um garoto de 14 anos foi contratado por uma grande empresa, Jukt Micronics, por um grande salário.


Assim que a Forbes descobriu que não existia essa tal empresa, ele criou uma página na internet ( bem tôsca por sinal), em que atacavam a New Republic. E arrumou um telefone que só dava caixa-postal, com uma mensagem do "presidente da empresa".
Peraí, uma grande empresa sem uma secretária?

E o "presidente" retornou uma das ligações do editor chefe da New Republic, só para pedir que nunca mais ligassem, porque a reportagem havia prejudicado sua empresa.

 Detalhe absurdo: ele ligou de um telefone que não era de Nevada, onde ficava a suposta empresa. Outro detalhe descoberto depois: quem estava falando era o irmão dele, que disfarçava a voz para parecer mais velho...

Vamos continuar a revelar os absurdos de suas mentiras para ver o quanto ele era medíocre?

Então, ele foi com o editor chefe até o hotel onde tinha acontecido a convenção, só que o lugar não cabia nem 20 pessoas, quanto mais 200 jovens hackers como ele descreveu..

A resposta que deu para o editor foi: "As pessoas não ficavam o tempo todo aqui, elas entravam e saiam"...Que criatividade, não?

E ao perguntar para o porteiro sobre a convenção, a resposta que seu chefe recebeu foi que nunca teve nada parecido ali...

Pensa que ele desistiu?

Não, ele mudou a versão e passou a se fazer de vítima, chorando e dizendo que provavelmente um grupo de hackers havia armado aquilo para desacreditá-lo!!!

Sim, ele queria que acreditassem que eles, os hackers, é que mentiram!

E quanto a ele?
Bem, ele tentou se fazer de vítima, pois era jovem, inexperiente, precisava ser perdoado por ter caído num golpe tão antigo...

Enquanto isso, a Forbes se segurava para não publicar uma matéria bombástica. Mas não era por bondade, mas porque queriam ver até onde ele iria com suas mentiras...


Então, em vez de admitir que estava inventando tudo, ele passou a jogar suas colegas contra o editor chefe, dizendo que ele não gostava dele, que morria de inveja, por isso o estava perseguindo.

Sim, elas também acreditaram que ele havia sido vítima de uma armação de adolescentes, tanto que uma das melhores jornalistas estava disposta a pedir demissão se continuassem as perseguições.

Por outro lado, ele pedia perdão para o seu chefe o tempo todo, se fazia de coitadinho.

E ele chorava, entrava em depressão, e fazia de tudo para ajudar, procurando em todos os cantos rastros que pudessem desmascarar quem havia armado para ele.Mas o garoto hacker não queria mais responder seus emails porque sua matéria o fez perder um emprego com um salário milionário.

E como ele sofria...
Nossa, era o cara mais injustiçado do mundo, lutando para provar sua inocência, que só podia contar com suas duas amigas e os outros colegas de trabalho, todos revoltados com a perseguição do chefe...

No final, ele foi demitido, a Forbes Digital causou um estrago imenso com a publicação da matéria sobre suas mentiras, e a New Republic não teve outra escolha a não ser um pedido de desculpas aos leitores por 27 matérias mentirosas.

Quero mostrar com esse exemplo que nem sempre somos vítimas de grandes mentirosos, mas de pessoas medíocres, que podem contar as mentiras mais ridículas do mundo, e mesmo assim nos farão acreditar no inacreditável.

Afinal, as mentiras eram fantasiosas demais, absurdas demais, mas ele tinha uma grande capacidade de manipular e usar de chantagens emocionais.
..........................................................................................................
Leia meu livro QUERO SEU SORRISO DE VOLTA e vire uma mulher ruim e feliz!!

PARA SABER COMO COMPRAR MEU LIVRO BASTA ACESSAR 
http://www.revistaandros.com.br/novo_livro.html


www.revistaandros.com.br - © Copyright 2017 - Revista Andros

Nenhum comentário:

correr atrás é afastar o outro