domingo, 12 de fevereiro de 2017

Você NÃO tem que aprender a viver só!


Se em algum momento, você chegou a considerar a possibilidade de ter que aprender a viver só, pode esquecer!

Em primeiro lugar vamos deixar uma coisa bem clara:
Não existe este papo de que "Tem males que vem para o bem!"

Mal é mal, bem é bem, e não existe nenhum tipo de benefício no mal!

Mesmo que no final as coisas acabem dando certo, toda pessoa que aprende depois de provar o gosto amargo da maldade, na verdade estava no mal, convivendo com o mal!

Então, que lógica existe em se condenar a solidão, fugindo das pessoas, como se isso fosse trazer algum benefício? Não seria melhor gastar mais tempo aprendendo a conviver com elas e suas diferenças?

É claro que todo mundo precisa de um tempo para se recolher e refletir sobre as coisas da vida, isso nem se discute.

E é até bom, porque muitas vezes a reflexão acaba funcionando mais como um bate papo entre você e sua alma, permitindo que encontre na serenidade as respostas que tanto procura.
E como é gostoso a gente se ouvir, ter um tempinho só para colocar as diferenças em dia, não é mesmo?

Então, que vantagem existe em viver na solidão?

Muitas vezes você pode achar que seria bom dar um tempo e se afastar de todo mundo, só para viver distante dos problemas.

 Mas será que ainda não se tocou que somente enfrentando os problemas é que você aprenderá a conviver com as diferenças, não se deixando abalar tanto por elas?

Sim, você vai correr mais riscos, e isso é bom!

A melhor resposta nem sempre é o silêncio.

Pode ser que você não tenha se escondido do mundo, mas tenha resolvido guardar suas idéias só para você, achando que deste jeito, em silêncio, iria evitar maiores desgastes. sabe como é: "Se eu não falar nada, jamais poderei ser condenada..." 

 Oras, mas isso também é solidão! 

Que graça existe em ter um monte de idéias, se você não pode dizer o que pensa? 

Oras, se o que você costuma dizer está ofendendo muito as pessoas, se o que diz acaba fazendo com que desdenhem de você, antes de se calar seria interessante parar um pouco para analisar o tipo de gente que tem ao seu redor!

Já parou para pensar que de repente você está cercada por um bando de idiotas que se divertem em ridiculariza-la?

E pra quê ficar ao lado deste tipo de gente?

Mesmo que você não seja lá grande coisa quando abre a boca, ninguém no mundo tem o direto de censura-la, nem mesmo você!

Então, tirando os momentos de reflexão - que nada tem a ver com solidão, mas com auto-conhecimento- o que você aprende com a solidão? 

A resposta é: nada!

Você não aprende a conviver com ninguém, não aprende a solucionar seus problemas, não aprende a vencer dificuldades...

Ou seja: não aprende nada a não ser engolir o vazio!

E quem engole o vazio fica sem nada por dentro...
Sem vida, nem amor, nem felicidade...

2 comentários:

Van Costenaro disse...

Boa tarde Sr. Andros

Faz alguns anos que leio seus textos, e pela primeiríssima vez, discordo um pouco do que você diz... Passei por um momento que tive que me afastar de algumas pessoas e acabei ficando um pouco na solidão, mas não foi ruim, aprendi que a solidão só é solidão quando a sua própria companhia não é suficiente para si mesmo (a), aprendi muitas coisas sobre mim mesma... Foi um tempo de recessão, mas esse afastamento e "solidão" trouxe novas pessoas, novos projetos e nova perspectiva, concordo que precisamos aprender a lidar com as pessoas que estão a nossa volta, mesmo quando elas não são do nosso grado, mas um tempo sozinho faz bem sim.

Parabéns pelo trabalho!

Bjos =D

Larissa Messani disse...

Querido Paulo,

Sempre arrasando em seus textos!

Beijos mil,
Larissa.