sábado, 4 de fevereiro de 2017

POR QUE NOS CONTENTAMOS COM TÃO POUCO?

  • MATÉRIA ENVIADA POR MAI PERSKE. 

Essa pergunta veio na minha cabeça enquanto eu pensava em como responder a um cara sobre o que eu buscava em alguém. Não soube responder direito.

Seria alguém com vontade de crescer na vida? Que tenha gostos semelhantes aos meus? Que entenda os percalços da minha profissão? Que me ame incondicionalmente ou chegue perto disso? 

Nem eu mesma sei. 

Respondi, ainda hesitante. 
 "Honesto, com boa índole e que me valorize."

 Escrevi isso bem na hora que Sinatra cantava: "Em mim, você vê um homem só, controlado pelo hábito de dar um jeito sozinho."

E não é que essas características são exatamente as que 80% das mulheres procuram? Sem divisões por sexo, vai. Isso é o que 80% dos seres humanos buscam: alguém honesto (que fale a verdade pelo menos a maior parte do tempo), de boa índole (com caráter polido) e que valorize quem você é. Essa última é a mais difícil. Talvez a impossível. 

Sabe por que? 

Falta empatia. Interesse. Vontade de fazer as coisas funcionarem. Não falo apenas no âmbito amoroso, sexual ou sei lá o que. Menciono tudo. Até o simples ato de se aproximar de alguém que te atrai ou com quem você mantém um relacionamento - seja ele qual for e a proporção/intensidade que tiver. 

Ao mesmo tempo que a minha cabeça pensava em tudo isso, uma outra pergunta surgiu e ainda busco resposta: 

Por que nos contentamos com tão pouca coisa que as pessoas nos oferecem? 

Vamos dar um exemplo básico: você é solteira e quer se divertir enquanto alguém que "realmente te aprecie" não aparece. Ou simplesmente quer uma vida tranquila porque sofreu muito em relações anteriores. 

Aí você chama aquele "contatinho" que quer ficar ou com quem já mantém uma relação "emergencial" para quando ambos estão sem "nada melhor pra fazer" e querem se divertir. 

E ele vira e, na maior, te diz que não pode porque está indo para casa de outra menina que ele pega e que você " perdeu ".

Peraí, mas em que momento você deixou ele te desrespeitar assim? 
Você pediu ele em namoro, em casamento para que ele jogasse um balde de água fria assim? Não! 

Você só queria se divertir
E receber uma dessas, que te escancarou que você vale pouca coisa. Que se contentava com tão pouco apenas por uns minutos de " prazer " e que não seria nada além disso. Não apenas porque nem ele nem você quer, mas porque simplesmente não tem como ser. 

Será que, depois de mandar isso, e te ler mandando um "certo", cheio de mágoa e disfarçado de compreensão, ele teve noção do impacto que causou? Não porque você nutre sentimentos pelo dito cujo, mas porque não gostaria de ser tão descartável assim? 

Enquanto continua o jogo de usar o outro sem falar e problematizara relação que vocês têm, é uma coisa. Mas, quando a fala é tão aberta e cruel assim, é hora de você mudar até mesmo a forma como se encara.

Você se contenta com tão pouco dos outros porque mostra pouco e oferece quase nada de você. Faz pouco de si mesma. E acha que não merece mais do que aquilo mesmo sendo tão pouca merda. 

Até quando? Por que? Você merece mais! Seja mais. E exija muito mais! 

Nenhum comentário:

PODE AMAR O MELHOR AMIGO.